OFICINA DO GIMBA ONLINE

A Oficina tem

Convidados surpresa!

(autores-artistas)

Diferente de todas as outras (monótonas!) formações do género - que são em inglês!... - na internet, a "Oficina do Gimba", agora online, é uma coisa fora do baralho....

Para começar, fui a primeira pessoa a dar formação sobre escrita de canções em língua portuguesa. (desde 2005!). Já me passaram pela mão centenas de pessoas cujas opiniões sobre a experiência quase me fazem corar, de tão lisongeiras (clicar botão "Testemunhos").

Aqui fala-se uma linguagem familiar, o trato é amigável, e o formador - não desfazendo - é um tipo porreiro, capaz de transformar matérias pesadas numa viagem à ilha da fantasia! Uma coisa é certa: depois destas sessões mágicas, o estigma que «o português (europeu) é uma língua pouco musical» e que «é difícil para cantar» desaparece por completo! Antes de se descobrir como escrever em português, aprende-se a ouvir o português. E isso faz toda a diferença!

OFICINA ONLINE - UMA NOVA REALIDADE

Com o advento COVID 19, a "Oficina" passou a ser exclusivamente on line, o que veio provar-se vantajoso. Primeiro, porque as sessões presenciais, que funcionaram ininterruptamente desde 2007 em Lisboa (com algumas deslocações no continente e ilhas), pecavam pela limitação geográfica. Ultimamente já vinham pessoas de Cascais, de Palmela ou  de Vila Franca. Cheguei a ter pessoas a viajar todas as semanas de Mora (alentejo) ou do Porto!

Com as sessões on line, qualquer falante de português pode frequentar a Oficina e a verdade é que, desde que está na net, já "vieram" participantes de locais tão díspares como Madrid, Paris, Londres, Açores, Noruega ou Brasil! E, claro, dentro de portas, gente de norte a sul: Faro, Sagres, Aljezur, Setúbal, Carcavelos, Torres Vedras, Leiria, Coimbra, Viseu, Aveiro, Matosinhos, Porto  Braga ou Chaves. Além da vantagem geográfica, o modelo on line possibilita partilhas de ecran, em que textos, powerpoints ou browser estão a dois clíques de distância. Depois há a sempre útil partilha de ficheiros. E os exercícios escritos são postados na janela "Chat" em tempo real e em letra bem legível. Qualquer um dá uma sujestão, e em segundos todos têm acesso a um link para ver um vídeo ou saber alguma coisa sobre determinado autor/artista. Além disto, sem o constrangimento físico, as pessoas ficam mais desinibidas. Estão em suas casas, às vezes de pantufas, podendo fumar, comer e beber. Mais: se depois das sessões presenciais havia dois dedos de conversa, na net chega a ficar-se a falar - invariavelmente sobre escrita, música e canções - uma hora depois de finda a sessão!

Para trás ficam resmas de fotocópias, CDs e "tijolos" para os tocar e, sobretudo, projetores com imagens desfocadas, demasiado pequenas ou sem correção de perspetiva. Saudades só mesmo das pausas para chá e bolachas!

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Tumblr - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now